A Jornada de uma Padawan

Eu, Padawan

Campus Party

Padawan ou Aprendiz Jedi, era uma criança de até 13 anos de idade que começava treinamento sob a tutela de um Cavaleiro Jedi.

Meu nome é Emmanuelle Richard, tenho 14 anos, estudo no 3º ano do Ensino médio e sou de Natal/RN.

A Força sempre esteve presente na minha vida.  Meu pai é Cavaleiro Jedi (programador) e sempre  incentivava a mim e minhas irmãs para sermos Padawans (aprendizes) (somos três irmãs: Isabelle, Emmanuelle e Richelle).

Ele sempre nos levava a eventos da área e era incrível ver o que os participantes faziam.  Eu sempre gostei de ir, principalmente pelo coffee break. Era incrível ver o que aquelas pessoas faziam.  O poder, o conhecimento que elas detinham e como elas adoravam compartilhá-los.

O caminho para a sabedoria é árduo

Quando eu tinha uns 8 ou 9 anos meu pai me colocou junto com a minha irmã Isabelle em um curso de programação e web design.  Foi traumatizante; só tinha adultos lá e todos eram homens.  É raro encontrar mulheres programadoras; mais ainda, crianças que programam.  

A única mulher lá era a recepcionista.

piadas programador

Era um pouco difícil ir para as aulas pois eu achava muito complicado tudo.  Lá era código bruto mesmo, php , Java e outras linguagens.  Os professores ensinavam coisas que eu nem entendia direito e além de ser nada didático nem divertido, eu não entendia a necessidade de fazer as coisas que ele pedia.

  • “Vamos fazer uma calculadora que consiga resolver uma equação de segundo grau!”
  • Tá, legal, mas pra que eu vou usar isso?

Eles me mandavam e me ensinavam a fazer coisas um pouco sem lógica para uma criança.

Acredito que, também, sem sentido para um adulto.

alunos

A redenção

programae

www.programae.org.br

Foi na Campus Party Brasil 2015 onde conheci o Programaê.  Lembro de dois homenzinhos, que depois virei mais amiga de um deles , o Leonardo Oliveira.  Eles estavam com um carrinho de picolé e eu, que não sou besta, pedi um para eles. Mas eles me disseram que eu precisaria jogar um game para ganhar um ticket e retirar o picolé. Fui super empolgada fazer o que eles tinham me dito e o que eu tinha que fazer no game era fazer o Angry Bird pegar um porquinho.  Foi muito fácil e legal.

Screenshot from 2016-04-15 15-20-19

Screenshot from 2016-04-15 15-20-19 (copy)

Screenshot from 2016-04-15 15-21-18

Screenshot from 2016-04-15 15-23-07 No momento em que percebi que estava programando e ao mesmo tempo jogando foi, sem dúvidas, sensacional. Eu não acreditava que tinha sofrido tanto antes do programaê aparecer.

Cavaleiros Jedi

Screenshot from 2016-03-27 07-18-13

 6557_3c67  Alison Paese (Mediador).  Fundador e diretor do canal Foras de Série. Foi sócio-executivo da XP Investimentos, trabalhando diretamente com o desenvolvimento da rede de empreendedores. Além disso, foi responsável pela área de inovação e novos negócios do portal InfoMoney, sendo co-fundador do StartSe.
 maxresdefault  André Braga.  É fundador da eventick.com.br
 Lucas-Rocha-227x150  Lucas Machado.  Coordenador de Projetos na área de produtos de inovação para a educação na Fundação Lemann, incluindo plataformas como o Programaê!, Khan Academy, Coursera e Youtube Edu. Trabalhou com desenvolvimento de softwares para bancos islâmicos.
 359ec3a  Eiran Simis. Criador do eventplatz.com (plataforma de busca e oferta de espaços para eventos), é gerente da área de Empreendedorismo do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife, consultor do Porto Digital e do SEBRAE, curador da Campus Party e professor de pós graduação do CESAR.EDU, UPE e da Uninassau. Já foi membro do conselho de administração da SiliconReef S/A.
 vinicius-gracia-05012016_150731-G  Vinicius Gracia.  Atual CTO & Founder da Easy Taxi. Ele é responsável por toda arquitetura, sistemas e apps de 32 países.

A força revelou-se

Na volta para casa eu disse para meu pai que queria fazer um aplicativo.  Ele me disse que ajudaria se eu tivesse uma meta SMART (eSpecífica, Mensurável, Alcançável, Realizável e com Tempo definido).

Pois bem, eu lhe disse:  – “Até o fim deste ano eu farei meu primeiro aplicativo”!

Primeiro APP

Meu pai me apoiou completamente.  Mas deixou bem claro que iria ajudar; não fazer por mim.

Começamos a pensar o que faríamos.  Depois de muito “Brainstorm” (processo no qual liberamos geral a criatividade e a leseira), lembrei-me da feira de ciências da escola, que chamamos de “Jornada”.

A Jornada é uma feira de ciências que envolve a escola toda.  As turmas são divididas em  grupos com temas, vários alunos e um ou mais professor orientador.  E as apresentações são realizadas nas salas de aula.

Algumas salas de aula recebem vários grupos.

O meu pai sempre tinha dificuldade para encontrar a sala onde estávamos apresentando nossas atividades.  A escola afixa cartazes com a programação,  distribui panfletos e disponibiliza uma pessoa na recepção para orientar, mas não é prático e, para piorar, há alterações de última hora.

Um aplicativo em que a direção pudesse cadastrar as informações das atividades em tempo real seria muito útil.

Primeiro Cliente

ww_business_child

Decidido o que faríamos fomos pedir permissão da diretora.  Ela achou muito estranho que uma aluna da escola fizesse uma proposta dessas, mas deu o seu aval.

Desafiada

O jeito que a Diretora me tratou, por mais que tenha sido delicada, meiga e cortês, eu fiquei com a impressão de que ela não me disse não por questão de pedagogia ou psicologia e que, no fundo, não acreditava muito que uma aluna da escola fosse capaz, realmente de fazer um aplicativo desses.  Mesmo assim deixou, só para não me deixar triste com o seu pensamento.  Acho que tem algo com a “pedagogia”, rs rs rs.  Não dizer para uma pessoa que ela não é capaz… rs rs rs  Acredito que minha impressão tenha sido exagerada, mas é porque em Natal não há fomento nem incentivo para desenvolvimento tecnológico, muito menos para programação.  Tenho certeza de que ela não teve esse pensamento, mas eu fiquei com essa pulga atrás da orelha…

2007-11-082

Antes de me desestimular só me fez encarar o aplicativo ainda mais como um desafio.  Já que eu iria mostrar não só para ela, mas também para todas as outras pessoas que ficaram sabendo, já que a história “vazou”…. rs rs rs

Com o aval da Diretora, agendamos uma reunião com a Assessora de Marketing para outro dia, pois ela não encontrava-se na escola.  

Foi melhor assim porque pude me preparar melhor.

Fomos eu e meu pai para a reunião.  Como ele já é experiente em reuniões de negócios, me orientou a como vestir-me e me deu algumas dicas de como me comportar e até como apertar a mão para passar firmeza e segurança.  Ele me fez entender que esta seria uma reunião de negócios e que a escola deveria ser tratada por mim como meu primeiro cliente.

A reunião foi tranquila.  A Assessora passou-me vários materiais que ela tinha, relacionados ao evento do ano anterior.

Mas eu tinha imaginado algo muito mais simples… brrrrr….

algoritmo-google

Sangue, suor e lágrimasInterrupted

Meu pai não me deu moleza…

Ele impôs que o sistema teria que ter várias características, pois já que eu havia decidido embarcar, que fosse com estilo!

A parte client do sistema teria uma versão web e outra mobile, sendo que ambas teriam o mesmo código (eita!).  Assim o sistema seria acessível para quem tem smartphone e quem não tem acessaria via browser.  Facilitaria, também,  para a direção da escola poder cadastrar e alterar, de forma muito mais prática.

Porisso teria que ter um módulo servidor, que foi desenvolvido em Ruby on Rails com banco de dados em Mysql.

Teria que ter controle de usuários, para determinar quem poderia alterar os dados.

E, como nem todos têm acesso à internet o tempo todo, teria que funcionar offline.

Simplesmente, mega simples….

Felizmente o meu pai ficou responsável pela maior parte do Server e eu pelo client.  Ele me passou várias dicas e orientações, mas, por mais que me eu insistisse para ele mexer no meu código, ele só ficou na orientação.

Eu consegui!

Produto

Quando mostrei o aplicativo para a  Diretora da escola, ela ficou super empolgada ( e super hiper mega feliz).  Ela não acreditava que uma criança da sua escola fosse capaz de um feito desses.   Ela chamou a supervisora, coordenadora, assessora de marketing, e todo mundo da “cúpula” para mostrar o app.  Eu me senti nas nuvens. Eles passaram a me olhar e a me tratar diferente.

Até a dona da escola falou comigo!

12834891_836876419773466_1335643930_n 12380428_836876393106802_1705501530_n

Play Store

Screenshot from 2016-03-22 07:15:15

Downloads

Screenshot from 2016-03-22 07:15:54 Quando a gerente de marketing divulgou o aplicativo e o número de downloads começou a subir foi maravilhoso.  A todo instante eu verificava na loja. 

Usuários

Screenshot from 2016-03-22 07:15:47

É sensacional ver as pessoas usando o aplicativo que eu fiz.  É indescritível (chega a ser melhor que ganhar um presente que você quer muito).

Fico imaginando como deve ser para Zuckerberg, Bill Gates, Steve Jobs e todos os outros, ter milhares de pessoas usando algo que você criou e que está impactando as vidas delas.

E no dia da Feira de ciências, que eu cheguei lá, vi as pessoas usando e algumas baixando na hora.  Foi maravilhoso.

Colocaram até uns cartazes divulgando o app na escola, e muitas pessoas que eu nem conhecia vieram falar comigo sobre ele.  Perguntando como eu consegui fazer, o que elas precisavam para fazer um também, me elogiando ^-^, foi muito legal.

Fiquei sabendo depois que na jornada, os pais que não tinham o app e que chagavam perguntando para a recepcionista onde seus filhos estavam ou sobre alguma palestra, ela rapidamente sacava o aplicativo e indicava a sala onde ocorria a apresentação e ainda mostrava o mapa.

Quem nasceu neste século XXI?

Nós, que nascemos neste século, já chegamos com os computadores na nossa frente.  Isso é de certa forma ruim pois não acompanhamos todas as mudanças que a tecnologia teve, ficando, às vezes, sem saber como realmente as coisas funcionam.

Muitos de minha geração não imaginam o que há por trás de uma simples conexão de internet.

Vocês que nasceram no século passado, viram tudo que houve nessa área, e têm uma visão maior sobre tudo isso.  Passaram por toda essa evolução da internet, por exemplo.

Eu não imagino como era no tempo da internet discada, por exemplo…

Nossas referências são do século passado

O Software é cada vez mais valioso

1.400.000  vagas

Segundo dados do CodeOrg até 2023 o mercado de TI terá 1,4 milhão de vagas, mas apenas 400 mil profissionais capacitados – ou seja, um milhão de vagas sobrando. E isso é apenas nos Estados Unidos. Veja neste link: http://www.b9.com.br/37238/opiniao/o-que-a-maioria-das-escolas-nao-ensina-mas-ainda-assim-podemos-e-devemos-aprender-parte-1/

A vida em modo Beta

A cada momento aparece algo novo, não só na programação como em tudo o que nos cerca. Temos que estar sempre evoluindo para nunca ficarmos “obsoletos”, e isso é muito bom, já que faz com que a gente não fique acomodado e se conforme com isso.

É um modo de aprendizado e de evolução contínuos.  Não há espaço para acomodação e estagnação.

Qualquer um pode

Hoje em dia podemos ser Padawans tecnológicos com qualquer idade, dependendo apenas de querermos dominar a Força.

Não sou rico

Você ainda acha que é preciso ser rico para ganhar muito dinheiro com programação?

Qual investimento necessário para montar um consultório odontologico?

como-montar-consultório-dentario

Equipamentos básicos para o consultório

  • Cadeira odontológica
  • Autoclave
  • Fotopolimerizador
  • Compressor
  • Raio X
  • Kit alta e baixa rotação
  • Negatoscópio

Por baixo R$ 50.000,00

Qual investimento precisei para criar meu aplicativo?

Um computador e internet.

Essa é uma área só para homens

Semelhantemente aos Jedis, também entre nós, na tecnologia, são raras as mulheres. Mas elas existem e fazem a diferença.

tirinha48

As poucas mulheres são muito feias

11750651_387109521462563_5280287173440355702_n

Você acredita mesmo nisso?

Esta profissão foi “inventada” por uma Mulher
tirinha248Ada Lovelace

20140307211029_660_420No ano de 1843, Ada Lovelace realizou um trabalho de tradução para Charles Babbage, um matemático que inventou um computador genérico, conhecido como Máquina Analítica (Analytic Machine). Durante este trabalho, Ada percebeu que a máquina poderia fazer muito mais do que Babbage havia escrito. Ela, então, deixou algumas anotações no trabalho de Babbage e, entre elas, um algoritmo que poderia fazer a Máquina Analítica computar muitos números complexos, conhecidos como princípio de Bernoulli.

Ada Lovelace, ao anotar o algoritmo no trabalho de, para a Máquina Analítica, escreveu o primeiro programa de computador do mundo.

O lado negro da força

Darth-Vader-Computer1

E quando nos tornarmos Cavaleiros Jedis precisaremos ficar vigilantes quanto ao lado negro da força.

Ela e um grupo de amigos do sexo masculino tentaram em vão criar um algoritmo matemático para vencer as apostas de cavalo

Sou muito velho para começar

MTE5NDg0MDU1MDMxMDIzMTE5

Ray Croc começou o McDonald’s. Aos 52 anos.

16g59zrtlmlm0iro2q4r9fh5g

Abílio Diniz,79 anos

Sou muito novo para começar

Eu com 12 anos já criei um app que está no github

https://github.com/EmmanuelleRichard/jornadaib

Screenshot from 2016-04-14 16-06-49

Sou limitado fisicamente

nao existem barreiras

A Microsoft Build é uma conferência anual realizada pela Microsoft, voltada para desenvolvedores.

Na Build de 2016, umas das coisas legais mostradas foi o aplicativo chamado “The Seeing AI” (algo como “inteligência artificial-guia”, ou “inteligência artificial que enxerga”), que tem como objetivo ajudar pessoas cegas a navegarem pela vida cotidiana.

O desenvolvedor desse aplicativo é Saqib Shaikh, um homem que perdeu a visão aos 7 anos.  Ele é engenheiro de software da Microsoft, onde trabalha há 10 anos.

O aplicativo que ele criou funciona tanto em smartphones quanto em óculos inteligentes.

Com um simples gesto, o aplicativo consegue capturar uma imagem e interpretá-la para o usuário. Por exemplo, se a câmera do óculos captar um skatista fazendo uma manobra no skate, o aparelho descreverá essa cena para o usuário.

Também é possível usar o aplicativo para ler textos usando a câmera do celular.  O usuário pode tirar uma foto do texto (o aplicativo orienta o usuário sobre como posicionar corretamente a câmera). Em seguida, o app é capaz de ler em voz alta o que está escrito na imagem. Com esse recurso, pessoas cegas conseguem ler cardápios, manuais e outros textos, mesmo que eles não estejam em Braille.

E ainda tem outros recursos:  Um deles se baseia na tecnologia de reconhecimento facial. Com base em uma fotografia tirada na hora, o app consegue informar ao seu usuário o gênero, a idade aproximada e o humor das pessoas que aparecem na imagem. Esse recurso, segundo o desenvolvedor, é útil para que cegos possam avaliar o impacto que sua fala está tendo em seus interlocutores.

A API utilizada pode ser experimentada no site: www.captionbot.ai ; onde é possível escolher uma imagem e o programa diz o que vê. 

Dá para brincar muito com a função que ele tem, é muito legal mesmo.

Screenshot from 2016-04-15 17-51-27

Quando eu, Isabelle e meu pai testamos, colocamos uma foto minha e foi hilário e sensacional. Ele descreveu como eu estava e até mostrou minha expressão facial por meio de um emoticon.

A verdade suprema é: Não há limite

Não existe limite para as pessoas quando elas querem fazer algo.  Não depende do sexo, idade, escolaridade, raça, atributos físicos. Só depende de você querer e lutar por isso.  Todos somos capazes de fazer coisas incríveis, mas nós nos limitamos, achamos que não iremos conseguir ou até mesmo que é tarde demais para fazer. Mas me deixa dar um conselho para vocês:   nunca é tarde ou cedo demais para se fazer algo que se tem vontade!

E a tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia nos proporcionando mais possibilidades de fazer coisas incríveis.

Que a força esteja com você!

http://emmanuellerichard.onbit.com.br

Autor: Emmanuelle Richard

Desenvolvi meu primeiro aplicativo aos 12 anos e desde então minha vida mudou. Já palestrei em diversos eventos como a Campus Party, Flisol, PhP Experience e outros, mostrando a todos que programar é divertido além de ser uma atividade fascinante, e, graças à programação, tenho conhecido muitas pessoas inspiradoras fascinando-me cada vez mais com este novo mundo que surgiu à minha frente. Contato: Email: emmanuellerichard@onbit.com.br Telefone: 84 9 87272846 / 84 9 88296900